quinta-feira, 22 de abril de 2010

Uma flor para a nossa amiga Vera





Uma flor para a nossa amiga Vera




Eu adoro ler as postagens elaboradas com tanto carinho pela nossa amiga Vera.
Vera compartilha conosco detalhes do seu cotidiano. Suas  últimas postagens comentou sobre sua mudança.
Eu gosto de postagens assim é como visitar um amigo e ser bem recebido.

Obrigada Vera

Pelo carinho que tem com os amigos


Blog da Vera

http://mulhernaidademadura.blogspot.com/

terça-feira, 20 de abril de 2010

Quase quinhentos seguidores no Oriental Fotos Flores

Chegamos em 491 seguidores.
Espero você para completar

A rainha da minha rua

Nesta primavera fotografei muito
aumentou a minha coleção de fotos de sakura
Agora só no ano que vem, pois as flores já cairam.
As fotos ficaram lindas mas essa arvorezinha da foto
eu adorei.


Dor-de-cotovelo



Deve ser tratada com dignidade.

Não é virose,

epidemia ou artrose,

nem mesmo falha de envelhecimento.

Independe da idade.



Costuma dar a sensação

de um escuro profundo,

onde a luz não chega,

onde a esperança é cega

e nossa estima é o rodapé do mundo.



Não acredite !

Como esse mal não transmite

nenhum perigo fatal,

poder ser prazeroso o colo de um amigo,

um abraço forte, como abrigo,

uma palavra doce,

um cafuné.



Acima de tudo, que se mantenha a fé.

Muito pior do que passar por isso

é sonegar emoção,

evitar o risco e o compromisso,

esconder-se atrás das grades da razão.



Quem hoje por amor está sofrendo,

Só por amar, já merece estar vivendo.



                                                                   Flora Figueiredo

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Delicadeza



Delicadeza

A alma é invisível

um anjo é invisível

o vento é invisível

o pensamente é invisível

e no entanto

com delicadeza

se pode enxergar a alma

se pode adivinhar o anjo

se pode sentir o vento

se pode mudar o mundo com alguns

pensamentos...



Roseana Murray

Escreve-me!

Escreve-me! Ainda que seja só



Uma palavra, uma palavra apenas,


Suave como o teu nome e casta


Como um perfume casto d'açucenas!






Escreve-me!Há tanto,há tanto tempo


Que te não vejo, amor!Meu coração


Morreu já,e no mundo aos pobres mortos


Ninguém nega uma frase d'oração!






"Amo-te!"Cinco letras pequeninas,


Folhas leves e tenras de boninas,


Um poema d'amor e felicidade!






Não queres mandar-me esta palavra apenas?


Olha, manda então...brandas...serenas...

Cinco pétalas roxas de saudade...






Florbela Espanca

Aviso de Chegada




Tenho vindo de longe

ao teu encontro

atravessei continentes

e terras que não tem nomes

comi um pouco de fome

tornei-me estrangeira

de mim mesma



Espera

estou quase no fim do caminho

me reserve para a chegada

um pouco dessa tua doçura

para que quando eu te beijar

o gosto amargo da distância

se dissolva como se nunca

tivesse existido



Cáh Morandi

Vivemos julgando as pessoas


Vivemos julgando as pessoas


Como expectadores da vida alheia, julgamos diariamente os gestos e atitudes do nosso próximo.

Quem diz que nunca julga, não é honesto consigo mesmo. Quando fazemos um comentário, qualquer que seja, estamos julgando.

Cada vez que exprimimos uma opinião pessoal sobre alguma coisa, fato ou alguém, estabelecemos um julgamento, justo ou injusto.

E quando somos nós o centro da platéia, pedimos clemência, tolerância, imploramos interiormente para que se coloquem no nosso lugar e tentem entender nossas ações ou reações.

Colocar-se no lugar do outro para entendê-lo, seria entrar no seu coração e alma, sentir suas emoções, vestir sua pele. Impossível...

Cada um de nós é único e mesmo aquelas pessoas que mais amamos não nos transferem suas dores tais e quais. Sentimos sim, quando sofrem, mas por nós, porque nossa própria alma se entristece.


Deveríamos, todos, possuir um espelho da alma, para que pudéssemos nos olhar interiormente antes de julgarmos outras pessoas. Sentiríamos, provavelmente, vergonha dos nossos pensamentos. Por que nosso próximo é tão exposto às imperfeições, falhas, pecados, más ou boas decisões, quanto nós.

Se houvesse uma câmera capaz de revelar aos outros nossos pensamentos diários, iríamos estar sempre fugindo dela... Por quê?

Porque ante a possibilidade de que seja revelado nosso eu, seríamos muito mais honestos conosco. Isso nos tornaria, talvez, mais tolerantes e mais humildes.


Quando alguém sofre porque está atravessando por um caminho pedregoso, dói nessa pessoa não somente a passagem por esse caminho, mas também o olhar dos outros, que condenam sem piedade, as línguas ferem mais profundamente que facas e punhais.


As pessoas se esquecem facilmente que tiveram um passado que, mesmo se correto, nunca foi um lago de água transparente, porque puras, só as criancinhas...

E ninguém pode dizer o que virá amanhã, se houver amanhã.


Ninguém está ao abrigo das chuvas repentinas da vida, das torrentes que podem levar tudo, dos males que podem atingir o corpo e, às vezes, a mente.

Apenas um minuto e tudo pode se transformar.

Então... Melhor exercer a tolerância, a bondade, a compaixão, antes de julgarmos se outros estão certos ou errados, se têm ou não razão.


E quando a tentação for grande de olhar o que se passa com outros, bom mesmo é se lembrar do espelho que deveria retratar nossa imagem interior que pediria, certamente, compreensão.


E como não sabemos o que o amanhã nos reserva, vivamos o dia de hoje com sabedoria, coração amoroso para com o próximo e olhar voltado para o alto.



Texto de Letícia Thompson

A pedidos


A pedidos


Querem um verso,
mas não sou capaz.
Vejo a palavra fraturar
as entrelinhas,
tento soldá-las,
mas não são minhas.
Rompeu-se o verbo
e me deixou pra trás.

Flora Figueiredo

domingo, 18 de abril de 2010

A arte de pedir




A arte de pedir



Eu assisti a um filme triste, que conta a história de um rapaz que nunca saiu do coma, depois de um acidente.

A mãe sabia que ele jamais voltaria a andar, falar ou sorrir.

Na cena final, essa mãe está sentada à beira da cama do filho.



Uma amiga pergunta se ela não achava injustiça de deus que o filho dela vivesse daquele jeito.

E a mãe respondeu que deus era mais do que justo, porque quando o filho estava entre a vida e a morte, ela rezou muito.

Conformada, ela explicou:

"eu só pedi pra ele não morrer, e deus me atendeu..."



Eu lembrei desse filme porque eu acredito que

O desejo é uma coisa poderosa.

Eles se realizam do jeito que a gente imagina.



Por isso é importante pensar muito antes de pedir.

Seja o que for, pra quem for...

Pra deus, pro seu santo de devoção, pro universo...

Porque às vezes a gente deseja coisas que, em pouco tempo, não vai querer mais.

Ou pedir coisas erradas.



Por isso eu aprendi a pedir só o que eu necessito.

Só o que vai me fazer feliz.

Porque eu acredito no desejo...

Ele se reliza mesmo!

Sendo assim, peça com inteligência...

Ah, e quando for atendido, agradeça de coração...



(Texto de Lena Gino)

sábado, 17 de abril de 2010

Solidão

Enquanto não superarmos a ânsia do amor sem limites, não podemos crescer emocionalmente.Enquanto não atravessarmos a dor de nossa própria solidão, continuaremos a nos buscar em outras metades. Para viver a dois, antes,é necessário ser um...

(Fernando Pessoa)




Quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudades, mas não estará só.



Amir Klink


Rose Nakamura

 
 
...Que minha solidão me sirva de companhia.

que eu tenha a coragem de me enfrentar.

que eu saiba ficar com o nada

e mesmo assim me sentir

como se estivesse plena de tudo.



Clarice Lispector

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Hoje, meu melhor amigo salvou-me a vida

Lenda Árabe sobre a Amizade


foto- Rose Nakamura

Hoje, meu melhor amigo salvou-me a vida


Lenda Árabe sobre a Amizade

Diz uma linda lenda árabe que dois amigos viajavam pelo deserto e em um determinado ponto da viagem discutiram. O outro, ofendido, sem nada a dizer, escreveu na areia:

Hoje meu melhor amigo me bateu no rosto.

Seguiram e chegaram a um oásis onde resolveram banhar-se. O que havia sido esbofeteado começou a afogar-se sendo salvo pelo amigo. Ao recuperar-se pegou um estilete e escreveu numa pedra:

Hoje, meu melhor amigo salvou-me a vida

Intrigado, o amigo perguntou:

Por que depois que te bati, você escreveu na areia e agora escreveu na pedra?

Sorrindo, o outro amigo respondeu:

Quando um grande amigo nos ofende, deveremos escrever na areia onde o vento do esquecimento e do perdão se encarregam de apagar; porém, quando nos faz algo grandioso, deveremos gravar na pedra da memória do coração onde vento nenhum do mundo poderá apagar!

Fica proibido





Fica proibido



Chorar sem aprender,

Levantar-se um dia sem saber o que fazer,

Ter medo das tuas recordações

Fica proibido não sorrir ante os problemas,

Não lutar pelo que queres,

Abandonar tudo por medo,



Não transformar em realidade teus sonhos

Fica proibido não demonstrar o teu amor,

Fazer com que alguém pague pelas tuas dúvidas e pelo teu mau humor

Fica proibido deixar os teus amigos,

Não tentar compreender aquilo que viveram juntos,



Chamá-los somente quando precisa deles

Fica proibido não seres tu perante todos,

Fingir para as pessoas que não te importas,

Esquecer todos os que te querem



Fica proibido não fazeres as coisas para ti mesmo,

Não fazeres o teu destino,

Ter medo da vida e dos teus compromissos,

Não viver cada dia como se fosse o último."



(Pablo Neruda)

terça-feira, 13 de abril de 2010

Não posso lhe abraçar mas eu te amo

Não posso lhe abraçar mas eu te amo muito




Hoje é aniversário de minha irmã que reside no Brasil

. A saudade bate forte em meu coração. Gostaria de estar ao seu lado e junto comemorar a data. Não posso e nem mesmo sei quando isso vai acontecer.

Meus pais já faleceram e minha irmã mora sozinha. Às vezes reclamo da minha solidão e esqueço que alguém que tanto amo sempre conta os dias para me receber.

Quero dizer que te amo muito e que você é uma irmã maravilhosa, filha exemplar e uma mãe carinhosa, pois cuidou com carinho de meu filhinho na minha ausência.

Não posso lhe abraçar mas eu te amo muito e você está em minhas orações todos os dias. Eu sei que ainda seremos felizes juntas.



Parabéns minha querida irmã


com todo carinho

segunda-feira, 12 de abril de 2010

A criança e a beleza das flores

A primeira vez que meu
filhinho viu a floração
Sakura



foto atual


Pétalas ao vento



As flores de sakura



enfeitam minha vida



trazendo paz



para o coração.



Não consigo



descrever tanta beleza



No momento em que admiro



parece que Deus desce do céu



em formas de aves, de sereno e raios



de luz e fica ao meu lado.



E assim vejo também



em forma do sorriso puro de uma criança



que me acompanha.


Rose Nakamura- Japão 2010


terça-feira, 6 de abril de 2010

Obrigada pelo apoio. Vou continuar




Ontem no final da tarde tudo
parecia assim. Muito triste
para mim
Meus queridos amigos depois de ler todos os comentários de apoio
e carinho que vocês escreveram decide continuar.Não deletarei meu perfil e vou continuar participando
Agradeço a todos e a Deus pela amizade que conquistei
Rose Nakamura



Hoje sai para pensar
e recordei todas
as palavras de meus amigos
deixados em meu post.



Gratidão



Nossos pais ensinam que é educado agradecer quando recebemos algo.

Eu, que fui bem educada, aprendi a dizer obrigada logo que comecei a falar...

Mas levei anos pra entender que não é só uma questão de educação... é necessidade... é filosofia de vida.



Agradecer é um dos atos mais felizes que alguém pode praticar.

Mas nem todo mundo sabe a importância da gratidão.

No meu entender, a gratidão deve vir antes do pedido.

Antes do prêmio.

Antes da conquista.

Dizer obrigado assim que a gente abre os olhos de manhã, é confiar no bem que está pra acontecer.

Parece complicado, mas é simples.



Quando a gente se acostuma a agradecer, percebe que as coisas fluem com mais confiança. mais certeza...

E o medo vai embora.

Dizer obrigado antes de desejar, é acreditar na realização.



Dizer obrigado em vez de lamentar, diminui as perdas.

Dizer obrigado nos coloca numa condição gostosa de viver nesse mundo. Quer coisa mais legal do que agradecer por estarmos vivos?



Experimenta só dizer obrigado por tudo o que você tem...

E pelo que nem tem ainda...

Você não faz ideia da energia positiva que essa simples palavrinha é capaz de atrair. Depois você me conta...

Eu, que já sou grata pela chance de falar dessas coisas que me fazem um bem enorme...

Fico mais grata ainda por ter você aí, me ouvindo com tanto carinho.

Obrigada mesmo!



Texto: Lena Gino

Os caminhos percorridos
foram lindos
Não posso abandonar

tenho raízes no dihitt

Obrigada a todos

Vou deletar meu perfil

Vou deletar meu perfil




Eu não estou me sentindo bem ocupando o primeiro lugar no ranking.

Aqui no Japão atravessamos um inverno rigoroso, cinzento e triste. Vocês todos foram atenciosos
e amigos. Conheci pessoas maravilhosas que me derão carinho e atenção


Como essas flores
que parecem que estão conversando

Não tenho amigos japoneses e os brasileiros voltaram para nossa terra.
Eu adoro me comunicar e estou há mais de um ano no dihitt. Vocês foram e continuarão sendo como uma família para mim. Eu fui comentando e visitando blogs e assim cheguei em primeiro lugar. Porém gostaria de ser sincera com todos. Eu não estou me sentindo confortável nesse posto. E se eu continuar vou ficar mais um tempo no topo e eu não QUERO. Não tenho nada contra quem almeja uma boa posição no ranking
E também não tenho nada contra a administração do dihitt.
Eu apenas queria continuar  mandando  minhas postagens daqui do Japão e comentar as noticias interessantes de amigos.
Porém vou deletar meu perfil desejo boa sorte ao próximo. Quando eu estiver me sentindo melhor voltarei e farei o meu perfil novamente se a direção permitir é claro. Porém quero distancia de ranking. Não quero competir quero paz.

Boa sorte para os candidatos


Obrigada pela amizade de todos.





Rose Nakamura

domingo, 4 de abril de 2010

Pouco importa o julgamento dos outros


Pouco importa o julgamento dos outros. Os seres são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas, satisfazê-los. Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro...

Dalai Lama

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Loucos e Santos



Loucos e Santos


Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.

Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.

A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.

Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.

Deles não quero resposta, quero meu avesso.

Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.

Para isso, só sendo louco.

Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.

Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.

Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.

Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.

Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.

Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.

Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.

Não quero amigos adultos nem chatos.

Quero-os metade infância e outra metade velhice!

Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa.

Tenho amigos para saber quem eu sou.

Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.

Oscar Wilde

quinta-feira, 1 de abril de 2010

mãe







ANTES DE SER MÃE



Silvia Schmidt


Antes de ser mãe, eu fazia e comia

os alimentos ainda quentes.

Eu não tinha roupas manchadas,

tinha calmas conversas ao telefone.

Antes de ser mãe, eu dormia o quanto eu queria,

Nunca me preocupava com a hora de ir para a cama.

Eu não me esquecia de escovar os cabelos e os dentes


Antes de ser mãe,

eu limpava minha casa todo dia.

Eu não tropeçava em brinquedos e

nem pensava em canções de ninar.

Antes de ser mãe, eu não me preocupava:

Se minhas plantas eram venenosas ou não.

Imunizações e vacinas então,

eram coisas em que eu não pensava.


Antes de ser mãe,

ninguém vomitou e nem fez xixi em mim,

Nem me beliscou sem nenhum cuidado,

com dedinhos de unhas finas.

Antes de ser mãe,

eu tinha controle sobre a minha mente,

Meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos,

e dormia a noite toda.

Antes de ser mãe,eu nunca tive que

segurar uma criança chorando,

para que médicos pudessem fazer testes

ou aplicar injeções.

Eu nunca chorei olhando pequeninos

olhos que choravam.

Nunca fiquei gloriosamente feliz

com uma simples risadinha.

Nem fiquei sentada horas e horas

olhando um bebê dormindo.


Antes de ser mãe, eu nunca segurei uma criança,

só por não querer afastar meu corpo do dela.

Eu nunca senti meu coração se despedaçar,

quando não pude estancar uma dor.

Nunca imaginei que uma coisinha tão pequenina,

pudesse mudar tanto a minha vida e

que pudesse amar alguém tanto assim.

E não sabia que eu adoraria ser mãe.


Antes de ser mãe, eu não conhecia a sensação,

de ter meu coração fora do meu próprio corpo.

Não conhecia a felicidade de

alimentar um bebê faminto.

Não conhecia esse laço que existe

entre a mãe e a sua criança.

E não imaginava que algo tão pequenino,

pudesse fazer-me sentir tão importante.


Antes de ser mãe, eu nunca me levantei

à noite toda , cada 10 minutos, para me

certificar de que tudo estava bem.

Nunca pude imaginar o calor, a alegria, o amor,

a dor e a satisfação de ser uma mãe.

Eu não sabia que era capaz de ter

sentimentos tão fortes.

Por tudo e, apesar de tudo, obrigada Deus,

Por eu ser agora um alguém tão frágil

e tão forte ao mesmo tempo.

Obrigada meu Deus, por permitir-me ser Mãe!



cobras


Aqui no Japão
alguns lugares tem plaquinhas
avisando

mas com cuidado
vamos visitar as belas paisagens





Visite- Mira Fotos

Seguidores

Faça parte deste jardim