sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Destino


Se nosso destino se escreve
Nas palmas das nossas mãos
É o seu que encontro
Quando olho pras minhas.
São tantos traços, caminhos
Em todas as direções
E não pode ser coincidência
Os tantos cantos, recantos,
Do meu destino e do seu.
Se sua mão sobre a minha
Aponta a mesma linha,
Somos duas paralelas
De um destino perfeito,
Como uma flor sem defeito,
Que a vida nos reservou.

Letícia Thompson

1 comentários:

  1. Lindo,"Caminho", que gostoso ler esse poema parabéns, boa tarde Rose beijos

    ResponderExcluir

Não estamos aceitando comentários anônimos

Visite- Mira Fotos

Seguidores

Faça parte deste jardim