segunda-feira, 16 de março de 2009

Crisântemos


Crisântemos

Sombrios mensageiros das violetas,
De longas e revoltas cabeleiras;
Brancos, sois o casto olhar das virgens
Pálidas que ao luar sonham nas eiras.

Vermelhos, gargalhadas triunfantes,
Lábios quentes de sonhos e desejos,
Carícias sensuais d’amor e gozo;
Crisântemos de sangue, vós sois beijos!

Os amarelos riem amarguras,
Os roxos dizem prantos e torturas,
Há-os também cor de fogo, sensuais...

Eu amo os crisântemos misteriosos
Por serem lindos, tristes e mimosos,
Por ser a flor de que tu gostas mais!

2 comentários:

  1. Adoro crisântemos...linda poesia, amei!
    bjss

    ResponderExcluir
  2. Ola minha cara!

    CUIDADO COM A MALDIÇÃO DO MONSTRO!

    siga até meu blog em http://bloguedomonstro.blogspot.com/2009/03/ola-paciente-leitor-voce-ja-visitou-um.html

    forte abraço,

    Monstro

    ResponderExcluir

Não estamos aceitando comentários anônimos

Visite- Mira Fotos

Seguidores

Faça parte deste jardim