sábado, 27 de março de 2010

Descubra o amor

Descubra o amor




Pegue um sorriso
e doe-o a quem jamais o teve...

Pegue um raio de sol
e faça-o voar lá onde reina a noite...

Pegue uma lágrima
e ponha no rosto de quem jamais chorou...

Pegue a coragem
e ponha-a no ânimo de quem não sabe lutar...

Descubra a vida
e narre-a a quem não sabe entendê-la...

Pegue a esperança
e viva na sua luz...

Pegue a bondade
e doe-a a quem não sabe doar...

Descubra o amor
e faça-o conhecer o mundo...

Mahatma Gandhi




7 comentários:

  1. Que Flor linda!E a cor então!

    Estou feliz de ver que postou hoje Rose!

    Deus te abençoe.

    Beijossssss...........

    ResponderExcluir
  2. Rose, belo poema!
    Um beijo querida

    ResponderExcluir
  3. Olá Rose!

    Lindo o poema e maravilhosa a flor! :)

    Beijos
    Luísa

    ResponderExcluir
  4. De uma "grande alma" não se herdam apenas palavras, mas também o exemplo. E ainda bem que sempre tem alguém para lembrar a todos.
    Mas tem q estar antenado, senão serão palavras e vidas esquecidas, desperdiçadas numa humanidade desinteressada e vazia de história.
    Ganhei a biografia de Gandhi aos 11 anos. Foi um dos poucos livros q salvei da guerra. Recentemente meu irmão pediu emprestado, e mesmo sendo meu irmão foi difícil, pq é um livro companheiro. Li e reli, vezes sem conta, em bons e maus momentos. Por vezes, qdo me dá insônia, acendo o abajour e levo a mão a uma caixa q mantenho em cima da cabeceira com vários livros, aí lembro q n está comigo e fico com vontade de ligar naquela hora mesmo e pedir de volta, como uma criança rabugenta. Depois passa e penso "q bom q o Paulo tb sente conforto nas palavras de Gandhi", mas só até a próxima insônia.

    ResponderExcluir
  5. Mensagem linda!!!

    Abraço
    Kellen
    Meu Mundo Amigo

    ResponderExcluir
  6. Oi,
    Rose,
    amiga um lindo texto e uma imagem perfeita para um retorno de férias seja bem vinda de volta..
    Beijão no seu coração e fica com Deus

    ResponderExcluir
  7. Gandhi estava em um dia de extrema inspiração quando escreveu este poema que com certeza não tinha entenção de ser poema, mais sim de ser um apelo ao amor desprendido, verdadeiro..um amor que nada tem de romântico, mais sim de amor universal.
    Belíssima escolha amiga! Amei!
    Beijos no coração
    Márcia Canêdo

    ResponderExcluir

Não estamos aceitando comentários anônimos

Visite- Mira Fotos

Seguidores

Faça parte deste jardim