quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Urgentemente



É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.


É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.


É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.


Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.

Eugénio de Andrade

9 comentários:

  1. Olá Rose,

    Que pudesse uma vaga lavar o dicionário e retirar estas palavras de nossos dicionários e nossas vidas.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Olá querida amiga Rose!
    Linda a foto e o poema foi muito bem escolhido.
    Adorei o post. É sempre bom visitar o blog da amiga.
    Beijo no coração, Fernandez.

    ResponderExcluir
  3. Oi Amiga Rose!
    Parabens pelo poema, e cada dia me apaixono pelas flores que vc coloca no blog,é uma mais linda que a outra.
    Referente ao poema com certeza tem palavras que nem deveriam existir, tem ate algumas que nao faz parte do meu vocabulario, eu nem gosto de falar, e tb prefiro nem escrever.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Lindo... é urgente ser feliz!
    Beijo no coração

    ResponderExcluir
  5. Voltei pra agradecer!
    Abração e obrigado pela visita lá na cidade da leitura, ok?

    ResponderExcluir
  6. Rose, é urgente a necessidade de milhares de pessoas em receber o amor. Não me refiro apenas a comida, educação e cultura, mas tambem ao respeito e a paz.

    Bjs

    ResponderExcluir

Não estamos aceitando comentários anônimos

Visite- Mira Fotos

Seguidores

Faça parte deste jardim