quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Das pedras


Foto- Rose Nakamura

Das pedras

Ajuntei todas as pedras
que vieram sobre mim.
Levantei uma escada muito alta
e no alto subi.
Teci um tapete floreado
e no sonho me perdi.

Uma estrada,
um leito,
uma casa,
um companheiro.
Tudo de pedra.

Entre pedras
cresceu a minha poesia.
Minha vida…
Quebrando pedras
e plantando flores.

Entre pedras que me esmagavam
Levantei a pedra rude
dos meus versos.

CORA CORALINA

7 comentários:

  1. Lindo. Entre pedras nascem as mais belas flores. Bj

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Rose,
    Essa mulher! Uma pedra, não. Foi uma rocha
    Amei..
    bjos no coração e fica com Deus

    ResponderExcluir
  3. Nosssaaaa amiga Rose, que escolha de poema hein! Cora Coralina é tudo de bom,excelente poetiza.
    Só farei um comentário que levo para minah vida e que caberia bem ao poema: Faça das pedras encontradas pelo caminho uma escada para chegar aos seus objetivos!

    Beijos! Te adoro!
    Márcia Canêdo

    ResponderExcluir
  4. Olá Rose, também já pintei pedras, mas pintava em forma de casinhas e besourinhos, joaninhas. Até hoje tenho... tinha que subir a serra até um rio e catar as pedras que serviam para escorar porta e enfeitar o jardim. Muito bonita esta com a flor. A poesia de Cora Coralina é surpreendente.

    ResponderExcluir
  5. " Nunca duvide de seus poderes, senão dará poderes á suas dúvidas!"
    Autor: Desconhecido

    ResponderExcluir
  6. Cora Coralina.... maravilha!
    Um dia me incursionei na pintura de pedras.... até que não foi as piores, mas logo descobri que meu talento não estava ali! Kkkkkkk
    Beijo no coração

    ResponderExcluir
  7. BOA TARDE ROSE,EU TAMBÉM JÁ PINTEI PEDRAS,
    LINDA ESSA POESIA .....PARABÉNS AMEI
    BJS.......

    ResponderExcluir

Não estamos aceitando comentários anônimos

Visite- Mira Fotos

Seguidores

Faça parte deste jardim